Friday, May 02, 2008

DE UMA IMAGEM

DE UMA IMAGEM


Um mergulho na pele,
declive macio de intenções,
descamba para o centro vital
das sensações em atividade.

O fruto excitante, em espanto,
se inquieta em sua fixidez
consumida por um desejo real.

À espera de um primo toque
que atinja o côncavo do querer,
lá está o ardente tesouro expectante.

Otávio Coral

3 Comments:

Blogger Shakadal said...

See Please Here

3:02 PM  
Blogger Alessandra said...

tua poesia é uma polpa macia onde cravo meus dentes!

3:53 AM  
Blogger Poemas e Cotidiano said...

Sensualissima, e linda!
Beijos
MARY

4:03 PM  

Post a Comment

<< Home