Saturday, April 26, 2008

ENVOLVIMENTO


ENVOLVIMENTO

Em suspenso naquela noite de setembro
Pendulo nas cores da madrugada
Vagueio no embalo de acordes de amor
Me amacio por entre as flores oferecidas,
Por sobre os reflexos de doces palavras
Por sob um delgado manto de beleza

Deixo-me fixar naquele instante mágico
Onde os aromas das pétalas daquele corpo
Me impregnaram de toda luz da primavera.

Otávio Coral

2 Comments:

Blogger Alessandra said...

Realmente é a "Chegança" de tua poesia tanto para o poeta como para os leitores. Vem chegando lasciva como numa dança e toma-nos na roda que gira...gira...
Aqui nesse poema , o tempo cronológico mescla-se ao tempo interior, fica essa analogia, essa ambigüidade, essa comparação bela de setembro que é o mês da primavera, do desabrochar dos sentimentos, das sensações prazerosas, enfim do amor, da beleza, das cores vívidas, da sensualidade. A natureza exterior fundida com a natureza interior... Belo, sempre.
Beijo grande!

4:17 AM  
Blogger Poemas e Cotidiano said...

Que coisa mais bonita, sugestiva, e terna.
Seus poemas se desenham como quadros.
Bjs
MARY

4:07 PM  

Post a Comment

<< Home